Ruivo acobreado: Minha saga

09:30




Olá gente bonita!! Tudo bom com vocês??  Hoje vamos falar um pouquinho sobre cabelo, mas especificamente, do famoso e tão cobiçado ruivo acobreado!

Que eu sou ruivinha, todo mundo sabe, mas quase ninguém sabe o motivo da minha pessoa ter escolhido esse tom para tingir as minhas madeixas e o quanto eu sofri para alcançar o ruivo tão desejado!

Tudo começou quando eu resolvi fazer uma descoloração nas pontas do meu cabelo em casa. Eu já havia feito isso antes, porém nesse dia eu decidi experimentar uma técnica diferente e o resultado foi as inúmeras manchas que acabei deixando próximo da raiz do meu cabelo.

Antes de descolorir o cabelo e depois da descoloração. Na foto não fica evidente as manchas, mas presta atenção naquela mecha super platinada no lado direito da foto!
Aquilo me deixou muito frustrada e como tentativa de concertar a burrada, eu acabei indo no salão e a cabeleireira me cobrou R$ 150 só pra ajeitar as manchas! Óbvio que eu não tinha todo esse dinheiro, então fui em uma loja de cosméticos e comprei a primeira tinta que me agradou e ai começa a minha saga em busca do ruivo perfeito!

A primeira marca que eu usei foi a Maxton 7.43. Eu nem pesquisei nada sobre a marca e nem sabia se a qualidade da mesma era boa, a única coisa que eu queria mesmo era concertar a minha burrada! 

Pintei o cabelo e acor ficou MARAVILHOSA, só que toda essa beleza só durou uma semana e sim, depois da segunda lavagem eu já estava super loira.


 Fiquei loira por mais ou menos um mês, por não poder pintar novamente, já que meu cabelo estava super ressecado devido a descoloração e a coloração. Aproveitei esse tempo para cuidar dele e deixá-lo super hidratado. Passado esse tempo, eu pintei novamente com a mesma tinta e o resultado anterior se repetiu.

Foi ai que eu decidi me arriscar um pouco, já que não podia pintar novamente, eu resolvi ir atrás de uma forma de tonalizar meu cabelo, então comecei a tonalizar com anilina e sinceramente, foi a pior besteira que fiz.



A primeira coisa a dar errado foi a mudança de tom do meu cabelo, isso porque ele acabou ficando mais avermelhado do que eu realmente queria. A segunda coisa foi o fato do meu cabelo ficar mega ressecado, do tipo quebradiço mesmo. Então foi ai que desisti da anilina de vez!

Jamais tentem usar anilina para tonalizar o cabelo, PLEASE!

Passei um bom tempo sem conseguir pintar o cabelo, já que precisei cuidar muito para que minhas madeixas se recuperassem. Acabei deixando toda a cor desbotar e comecei a pesquisar sobre o ruivo acobreado e as tintas que poderiam me dar um resultado melhor!

Em uma dessas minhas pesquisas, eu acabei descobrindo a Yamá 7.4 e foi amor logo na primeira aplicação! Ela é uma maravilha em forma de tinta, pois demora a desbotar e não danifica tanto os fios capilares, sendo que a cor é maravilhosa!

Me apaixonei pelo resultado e acabei adotando essa marca como a minha favorita por um bom tempo!

Na primeira imagem, o meu cabelo está recém tingido e nas demais, um pouco desbotado.
Usei essa tinta até alguns meses atrás, quando fui na loja de cosméticos da minha cidade e uma vendedora me apresentou a Color Trend 7.4 e um ativador de cor chamado Hidrabel 0.4.

A vendedora me disse que eu precisava adicionar na tinta apenas dois centímetros do ativador de cor e misturar bem, aplicar no cabelo e me apaixonar pelo resultado.

E não é que eu me apaixonei! A cor ficou maravilhosa e a duração é muito boa, pois demorou bastante para desbotar por completo. Já estou a dois meses sem tingir meus cabelos e até que não está tão ruim assim!
Na primeira imagem, o meu cabelo está recém tingido com o Hidrabell 0.4 e na segunda imagem, como ele se encontra hoje!
Então, essa foi a minha saga até conseguir encontrar o meu tom e os produtos perfeitos. Espero que tenham gostado do post e não se preocupem, eu vou voltar com mais dicas para as ruivinhas!!

Um cheiro e até o próximo próximo post!


You Might Also Like

0 comentários